Análise Espacial do IDHM do Semiárido com QGIS e Sistema R

Análise Espacial do IDHM do Semiárido com QGIS e Sistema R

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é um indicador que permite conhecermos a realidade dos municípios brasileiros. Hoje apresentamos para vocês um interessante artigo sobre Análise Exploratória de Dados Espaciais. O software QGIS teve destaque no trabalho.

QGIS E ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS GEOGRÁFICOS

Você já conhece bem o QGIS? Quero aproveitar a oportunidade para convidar você para participar do Workshop Online de Geoprocessamento com Software Livre. O evento é 100% Gratuito e o QGIS terá grande destaque. Você pode fazer sua inscrição na página disponível no link do banner abaixo.

Workshop de Geoprocessamento com Software Livre

No artigo Análise Espacial do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal na Região Semiárida Brasileira, os autores procuraram descrever e visualizar distribuições espaciais, descobrir padrões de associação e identificar aglomerados e situações atípicas nos dados de IDHM do Semiárido.

Os resultados apresentados no trabalho mostram que existe autocorrelação espacial no IDHM. Foram identificados clusters de altos e baixos valores com padrões de agregação diferentes.

Análise Espacial do IDHM do Semiárido usando o QGIS

Todo o trabalho foi realizado usando Softwares Livres. A estatística descritiva e os testes de normalidade foram realizados no sistema R e as atividades de Geoprocessamento no QGIS. A análise exploratória espacial foi feita no GeoDA.

No material você encontrará ainda explicações sobre Índice Global de Associação Espacial (Índice de Moran I), Índice Local de Associação Espacial (LISA), gráfico de Espalhamento de Moran, entre outros conceitos importantes neste tipo de análise.

DOWNLOAD DO ARTIGO SOBRE ANÁLISE DE DADOS

Recomendamos fortemente que você baixe o artigo e faça a leitura da metodologia aplicada na íntegra. O conteúdo é de excelente qualidade.

Para fazer o download do arquivo PDF deste artigo clique no link abaixo:




Aproveito para parabenizar aos autores do artigo: Hélder Gramacho dos Santos, José Antônio Moura e Silva e José Luiz Portugal.

O trabalho foi publicado no V Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação (realizado em 2014) e também na Revista Brasileira de Geomática, em 2015.

Aproveito para indicar a leitura também dos seguintes materiais:

O que achou desta dica? Por favor, deixe seu comentário sobre este post!

Cadastre-se Gratuitamente em nossa Lista VIP e receba nossas novidades por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Canal no Youtube para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias

Consultor em Geotecnologias, graduado em Geoprocessamento. Instrutor de diversos cursos, presenciais e online, sobre Geotecnologias com Softwares Livres com ênfase em QGIS, gvSIG, PostgreSQL/PostGIS, MapServer e i3Geo.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *