3 Super Dicas para Usar Melhor o Software QGIS

Dicas para Usar Melhor o Software QGIS

O QGIS é um software simplesmente fantástico, com um crescente leque de recursos para atividades de Geoprocessamento. As dicas que vamos fornecer neste artigo serão úteis para quem deseja usar este programa de forma mais eficiente.

1. NOME DE USUÁRIO DO SISTEMA OPERACIONAL

Fique atento ao nome do usuário, em especial no Sistema Operacional (SO) Windows. Muita gente já quebrou a cabeça com várias mensagens de erro por conta desse detalhe que muitas vezes é totalmente ignorado pelos utilizadores iniciantes do QGIS.

ClickGeo: Cursos de GeotecnologiasA experiência da comunidade ao longo do tempo já deixou claro que usar nome de conta usuário que sejam compostos apresentando espaços, caracteres especiais ou acentos pode prejudicar o desempenho do QGIS em operações que envolvam funções Python e outros recursos do programa.

3 Dicas Valiosas para Usar Melhor o Software QGIS

Em resumo evite nomes de usuário como: Anderson Medeiros (com espaço), JoãoSilva (com acento), José-Souza (com acentuação e caractere especial) ou Maria Conceição (com espaço e acentuação), etc.

Em vez disso, procure usar nomes como por exemplo: Anderson, AndesonMedeiros, JoaoSilva, JoseSouza, mariaconceicao, etc.

2. CAMINHO PARA OS ARQUIVOS DE DADOS

Seja organizado! Essa dica tem relação com a anterior pois também envolve algo que pode perturbar o desempenho do QGIS.

Com todas as suas forças evite criar pastas com arquivos e dados diversos em sua área de trabalho (comumente chamado de Desktop) ou em outros locais que tornem o caminho absoluto até eles muito longo ou com espaços ou acentuação nos nomes dos diretórios.

Qual seria uma forma adequada de organizar nossos dados para serem acessados e processados pelo QGIS? Veja a sugestão indicada abaixo, que é a que utilizamos nos cursos que ministramos (clique para ampliar a imagem):

Organização de Dados para Uso no QGISNote na imagem acima que criamos uma pasta chamada CursoQGIS (sem espaços) no diretório raiz. Dentro delas temos várias pastas, uma para cada tipo de arquivo, sempre sem caracteres especiais, acentos ou acentuação.

Além disso, em cada pasta seguimos este padrão nos subdiretórios. Por exemplo, dentro da pasta vetores há subpastas com shapefiles (shapes), arquivos CAD (DXF, DWG, DGN, etc), Google (KML, KMZ) e assim por diante.

3. OS DOIS TIPOS DE INSTALAÇÃO DO QGIS

Você sabia que há dois tipos de instalação do QGIS e que em uma delas são habilitados mais funcionalidades do programa que na outra?

Primeiramente existe a instalação básica, chamada também de Expressa ou Standalone é indicada para usuários iniciantes. Ela é muito simples de ser realizada, sendo do tipo “Avançar, Avançar, …, Avançar, Concluir“. Entretanto, nem todos os recursos ficam disponíveis ou devidamente configurados por este método.

3 Super Dicas para Usar Melhor o Software QGIS

Já a instalação avançada ou completa exige conexão com a internet e é mais detalhada, exigindo uma maior compreensão do processo por parte do usuário que está instalando o programa. Por este método você poderá ter em suas mãos ainda mais do poder que o QGIS tem a oferecer.

Quer ter acesso a um vídeo exclusivo onde ensinamos como fazer a instalação avançada do QGIS? Veja como conseguir isso:

Envie um e-mail com o assunto “Instalação do QGIS” através de nosso formulário de contato informando sobre seu interesse em ver este conteúdo especial. Logo enviaremos os dados de acesso gratuitamente para você!

Em nosso curso de uso avançado do QGIS exploramos diversas possibilidades oferecidas através da instalação completa.


DICA COMPLEMENTAR SOBRE SOFTWARE QGIS

Recomendamos que você faça o download e leia na íntegra o interessante documento disponibilizado no site Processamento Digital onde são dadas outras preciosas dicas sobre utilização do QGIS. Você poderá acessar o artigo no link abaixo:




Não deixe de conferir também as seguintes dicas relacionadas com o QGIS e suas aplicações:

O que acharam deste artigo? Deixem seus comentários.

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Consultor em Geotecnologias, graduado em Geoprocessamento. Instrutor de diversos cursos, presenciais e online, sobre Geotecnologias com Softwares Livres com ênfase em QGIS, gvSIG, PostgreSQL/PostGIS, MapServer e i3Geo.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Mariela Herrera disse:

    Oi professor Anderson! Obrigada pelas dicas. Vou ter em conta para organizar as pastas de dados para serem acessados e processados pelo QGIS. O padrão é muito útil também quando muitos usuários trabalham no mismo projeto e não há forma de esquecer o caminho dos dados Input e dos dados Output.

  2. Francisco Itamar Benício Sampaio disse:

    Gostei das dicas Anderson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *